Com 82 milhões de habitantes, é a maior economia da União Europeia e a quarta maior economia mundial. Já foi três vezes campeã mundial de futebol, é considerada um celeiro de cientistas e inventores, e a arte e a música clássica fervilham nesse país, que até hoje tenta apagar uma mancha negra na sua história.
Em 2012, um jeito diferente de (vi)ver tudo isso. Bem-vindos a Alemanha!

Leopoldo, mas pode me chamar de Leo; 25 anos, logo 26; farmacêutico; mestre e doutorando em Ciências Farmacêuticas. Este ano vou passar uma temporada na Alemanha desenvolvendo parte da minha tese de doutorado. Como nunca viajei ao exterior e muito menos morei na Europa (!), não sei exatamente o que esperar, mas neste blog minhas experiências, descobertas e dificuldades serão compartilhados com a família, amigos e demais interessados na cultura alemã.

Anúncios

5 comentários sobre “über/sobre Leopoldo

  1. Cleber Rocco disse:

    oi Leopoldo, tudo bem? eu me chamo Cleber e gostaria de falar com você por email. Eu também fui contemplado com uma bolsa do DAAD e estarei embarcando para meu curso de alemão em junho. Espero seu contato. Um abraço! Cleber

    1. Leopoldo disse:

      Oi Ana! Obrigado pelos seus comentários e que bom que gostou do blog. Vi que vc criou recentemente o seu blog tb… pelos primeiros post, achei muito legal… você deve ter muitas histórias para contar sobre a sua estadia aqui na “Germânia”. Vou acompanhar sempre. Ficamos em contato. Abraços.

  2. Marian Henschel disse:

    Compartilhar com o mundo sua experiência e opinião é doar conhecimentos. Obrigada por isto; desejo sucesso a você. Beijos

  3. Ananda disse:

    Oi Leopoldo, tudo bem? Estou dando uma olhada no seu site. Muito legal!
    Eu gostei de varios detalhes do que vi, e como acredito que você goste bastante de detalhes historicos vou me atrever a citar a Revolução Pacífica, que culminou com a queda do muro. Como era proibido reunir-se com outras pessoas o protesto pacifico começou na igreja. As pessoas iam orar pela paz todas as segundas na Nikolaikirche em Leipzig. Em 4 de setembro de 1989 mil pessoas foram até lá. A polícia não pode se opor afinal as pessoas estavam rezando, e não se organizando em pequenos grupos para se opor ao governo. Dia 25 de setembro de 1989 foram 5 mil pessoas, uma semana depois 20 mil, dia 9 de outubro 70 mil e dia 6 de novembro 300 mil pessoas lembrando “wir sind das Volk”. Esse protesto não violento tomou conta da DDR culminando com a queda do muro. Li isso durante a aula de historia da Saxonia, e gostei muito!
    Gosto particularmente dessa historia por ter sido pacífica, por não ter sido um grupo pequeno de pessoas “tramando, planejando” algo, e sim o povo em massa acordando para um direito inviolável: a dignidade.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s